Ansiedade

Ansiedade

Quantas vezes sentes algo dentro de ti que te consome?

Muitas vezes ouço as pessoas dizerem:

Eu não sei o que eu tenho!

Sinto um aperto no peito!

Eu não quero estar aqui!

Às vezes ouço-me a dizer:

Eu não sei o que eu tenho!

Sinto um aperto no peito!

Eu não quero estar aqui!

E nesses momentos normalmente seguimos entre dois caminhos:

1 – Resistimos a esse sentimento. Como? Ou o tentamos mudar ou o tentamos ignorar.

2 – Sucumbimos a esse sentimento. Alimentamos com mais pensamentos idênticos. Normalmente entrando num registo de vitimização.

Pois bem…

Nenhum desses caminhos te serve!

 

Nada do que vive em nós surge por engano ou por decisão de outra pessoa que não nós próprios.

Talvez estejas a pensar que nunca irias escolher sentir algo tão “desesperante”!

Enganas-te! Escolhes sim! E depois de estar em ti! Vive esse sentimento! Senta-te com ele. Não o manipules, não o alimentes, não o rotules.

Sente, sente e depois sente.

E sabes que mais? O mais certo é fundir-se em ti…e nesse momento sendo algo teu vais tomar conta.

Qual é o método? Aceitar como teu, deixar vir. Deixar crescer. Observar. Sentir. Não dar rótulos, apenas deixar estar e sentir. Vai diluir-se… Na hora certa.

Senta-te contigo e com aquilo que te pertence.

Deixe um comentário

* Campos de preenchimento obrigatório