Porque devemos aceitar o que é?

Porque devemos aceitar o que é?

Porque só depois de aceitarmos o que é podemos partir para algo novo e abraçar um novo sonho que viva em nós!

Energeticamente é assim que funciona! As pessoas costumam dizer “fecha uma porta para abrires outra”, certo?

 

Vamos a um exemplo prático.

Se não aceito algo, é porque lhe crio uma resistência.

Não, não te confundas. Não te esqueces simplesmente do assunto!

Quando não aceitas, está ali para ser resolvido. É assim que funciona. Quando eu não aceito algo na minha vida eu entendo que tenho que alterar essa situação, corrigi-la, mudá-la, melhorá-la… Enfim, transformá-la para que eu me sinta bem. Seja o que for.

Ao fazermos isso, essa situação não flui. Não segue o seu curso energético.

É como se eu a pusesse em stand by para que eu pudesse mudá-la. Faço pause!

Crio uma resistência. Como se a parasse na minha frente.

Já viram algum mecânico arranjar um carro em andamento? Mas é o que nós fazemos. Queremos mudar uma situação, mudar algumas peças da história e como a vida não descarrila…

Digamos que ficamos no meio da estrada/do caminho armados em donos da vida a afinar os detalhes que nos fazem sentir bem. E o resto a passar ou não. Uns na fila e outros a passar-nos ao lado…

A vida a ser vida…

E nem a situação passa nem eu passo para algo diferente, porque no fundo o que eu quero é algo diferente. Mas no meu medo de largar, entendo que tenho que mudar o que está a minha frente.

 

Então vamos olhar para esta história.

Estou numa relação que por qualquer razão não resulta. Culpo o meu companheiro, culpo-me, julgo-o e julgo-me na tentativa de alterar esta situação.

O que estou a fazer? A CRIAR UMA RESISTÊNCIA. E com isso um grande desgaste energético para todos os envolvidos e estou a interromper o fluxo da vida.

Então…

O melhor que posso fazer é aceitar. Ao aceitar o que se passa integro a situação, aceito-a, ela passa por mim e eu por ela, deixa de estar a minha frente.

Repara, não disse que tens que largar a situação.

Isso seria o melhor mas talvez não te permitas isso agora…

Então, não tens que largar nada. Aceita… Ela integra-se em ti, dissolve-se em ti. É tua…

E agora sim… Sem obstáculos poderás deixar o fluxo da vida continuar o seu ritmo… Podes deixar o rio percorrer o seu curso e recuperas a tua liberdade…

Sabes o que diz Eckart Tolle? Quando uma situação não te “agrada”, larga ou aceita, tudo o resto é loucura!

Arrisca…

Deixa a vir, respira-a como o ar que te rodeia…

Quanto mais rápido o fizeres mais rápido podes recuperar o teu poder!

1 Comment
  • Ivone Monteiro Posted Julho 7, 2017 1:08 pm

    eu sei que funciona, ambos me têm ensinado mtas coisas neste percurso lindo que temos percorrido como familia. sim funciona mesmo mas comigo tem que sair de dentro, nao basta eu forçar o pensamento a seguir numa certa direcçao o meu eu tem que querer e nao a minha cabeça. .Esta a resultar devagar mas esta a correr. Obrigada aos dois. Bjno

Deixe um comentário

* Campos de preenchimento obrigatório